CURSO DE INSTRUMENTAÇÃO CIRÚRGICA E ORTOPEDIA (140 horas)

 

      O Curso de Instrumentação Cirúrgica e Ortopedia segue rigorosamente as normas de qualidade e segurança ditadas pelo Ministério da Saúde (MS) através da legislação vigente. O curso objetiva ensinar noções de patologia e tratamento cirúrgico, organização e funcionamento do centro cirúrgico, instrumentação cirúrgica e técnicas de imobilização ortopédica. O curso será ministrado através de aulas expositivas, estudos individuais e em grupos, debate em torno de situações observadas e muitas atividades práticas.

      Duração: 09 meses + estágio em Centro-Cirúrgico (opcional).

      Horário: 8:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00.

      Aulas: Sábado ou Domingo (um encontro mensal).

Instrumentação Cirúrgica e Ortopedia

 

       O profissional de Instrumentação cirúrgica e Ortopedia atua, na maioria das vezes, no Centro Cirúrgico e em Ortopedia, mas pode atuar também em procedimentos cirúrgicos nos setores de Pronto-socorro e ambulatório, desempenhando atividades em equipe multiprofissional.

    

Objetivos

 

       Com o objetivo de formar e atualizar os profissionais da saúde através do plano de Curso de Instrumentação cirúrgica e Ortopedia, aprovado conforme decreto-lei n.º 58/2002 de 15 de março e pela portaria Instrução Normativa Secretaria da Receita Federal - SRF nº 175, de 17 de julho de 2002, com as ações ligadas ao segmento da enfermagem e ao campo de trabalho dos profissionais de Instrumentação Cirúrgica.

Perfil Profissional de Conclusão

 

       Para atender as demandas do processo produtivo, o especialista em Instrumentação Cirúrgica deve constituir as seguintes competências:

•   Considerar a articulação da organização, complexidade, estrutura e funcionamento do Centro Cirúrgico, Central de Materiais e esterilização e recuperação anestésica, com o objetivo de integração com a prática profissional.

•   Prever, solicitar, registrar e avaliar os materiais e equipamentos necessários à realização do ato cirúrgico, garantindo a segurança do procedimento cirúrgico e controle administrativo.

•   Instrumentar cirurgias, inclusive aquelas que utilizam tecnologias diferenciadas, aplicando as normas de biossegurança, de forma a garantir que os instrumentais e materiais disponíveis estejam de acordo com a especialidade e o porte cirúrgico.

•   Fornecer os instrumentais solicitados pelo cirurgião ou seu auxiliar, durante o ato cirúrgico, conforme técnica cirúrgica e asséptica.

•   Identificar as situações-problema que exijam a capacidade de raciocínio e pensamento crítico e comprometimento com o conhecimento técnico e científico, garantindo a resolução do problema.

•   Atuar dentro dos limites de sua competência profissional, respeitando os limites e interfaces do contexto multiprofissional em conformidade com a legislação profissional vigente.

Conteúdo Programático

      

  • Anatomia e Fisiologia Humana - 24h/a

  • Código Deontológico do Inst. Cirúrgico - 08h/a

  • Unidade do Centro Cirúrgico - 08h/a

  • Noções Básicas de Anestesiologia - 12h/a

  • Terminologia Cirúrgica - 08h/a

  • Princípios Gerais da Técnica Cirúrgica - 16h/a

  • Cirurgia e Contaminação - 12h/a

  • Técnicas de Sutura - 16h/a

  • Posicionamento Cirúrgico - 04h/a

  • Paramentação Cirúrgica - 08h/a

  • Instrumentação Cirúrgica - 40h/a

  • Ortopedia - 12h/a

  • Técnicas de Imobilizações - 30h/a

  • Estágio Supervisionado - 12h/a 

     Competências Profissionais a serem desenvolvidas nos módulos práticos

       Práticas I: Ambientação Profissional e Bloco Operatório

• Identificar as diversas formas de trabalho e possibilidades de atuação no segmento, a partir da compreensão da história do surgimento do bloco operatório, sua estrutura, complexidade, organização e finalidades, com o objetivo de distinguir o papel do instrumentador cirúrgico no contexto da saúde.

• Identificar os fundamentos da ética profissional para atuar junto às equipes multiprofissionais que compõe o Bloco operatório segundo leis, normas, técnicas, orientações e regimentos, cabíveis ao instrumentador cirúrgico.

• Identificar as recomendações relacionadas à estrutura física, dinâmica e fluxo dos artigos médico-hospitalares na CME, assegurando seu fluxo unidirecional e funcionamento, garantindo a segurança do procedimento cirúrgico e a segurança do paciente.

• Realizar o processamento dos artigos médicos-hospitalares respeitando a classificação dos mesmos, de acordo com o risco de transmissão de infecção.

• Conhecer e manusear os diferentes equipamentos e produtos químicos recomendados para os processos de limpeza, desinfecção e esterilização de artigos.

 • Identificar as diversas formas de trabalho e possibilidades de atuação, considerando a organização, complexidade, estrutura e o funcionamento do Centro Cirúrgico, de modo a realizar as rotinas e os protocolos no transoperatório.

• Identificar os diferentes tipos de anestesia, com a finalidade de reconhecer na prática os indicadores de tomadas de decisão.

• Utilizar e manusear materiais esterilizados obedecendo aos princípios científicos e normas técnicas, garantindo a segurança do procedimento cirúrgico e a segurança do paciente.

• Manusear instrumentos perfurocortantes, visando à segurança individual e coletiva.

    

       Práticas II: Instrumentação Cirúrgica

• Realizar a degermação das mãos e a paramentação cirúrgica, para a garantia do ambiente asséptico no campo cirúrgico.

• Selecionar, identificar, classificar, conferir e manusear os instrumentais cirúrgicos e os equipamentos de acordo com a especificidade da cirurgia, com a finalidade de garantir a qualidade da instrumentação e otimizar o tempo cirúrgico.

• Realizar a montagem da mesa e posicionar-se na sala de cirurgia de acordo com o tipo e porte cirúrgico para garantir a qualidade da instrumentação, visando atender todas as fases da cirurgia.

• Estabelecer comunicação efetiva e fornecer o instrumental cirúrgico solicitado pelo cirurgião ou seu auxiliar, com vistas a atender as necessidades do procedimento cirúrgico.

• Conferir, acondicionar e encaminhar todo material utilizado nas cirurgias para o processo de limpeza e esterilização, garantindo uma melhor preservação dos instrumentais e a segurança da equipe e ambiental.

• Controlar e registrar a quantidade de material e instrumental utilizado durante o procedimento cirúrgico, garantindo a segurança do paciente.

• Atuar de acordo com a legislação profissional respeitando seu limite de atuação.

© UNEP - Unidade de Ensino e Pesquisa Integralizada | Todos os direitos reservados 

sac@portalunep.org | Tel: 074-3641-5592 (fixo) | 074-3641-6931 (fixo) | 074-99964-0990 (whatsapp)

SIGA-NOS:
  • White Instagram Icon
  • Facebook Limpa